Atendimento (92) 3622-0034

SEGUNDA A SEXTA-FEIRA DAS 14:00 ÀS 18:00

Email para contato

[email protected]

ESPECIALISTA RESPONDE - ENTREVISTA GILMAR COUTO

31/08/2020

Em meio à pandemia do Covid-19, a importância da saúde e da qualidade de vida da população ficou evidente. Com a correria do dia a dia, muitos privilegiam outras necessidades em detrimento da regular prática de exercícios físicos e manutenção da qualidade de vida, tão necessária.

Para discutir um pouco sobre esses hábitos tão importantes para a saúde e que contribuem fortemente para que um indivíduo reaja bem ou mal ao ser acometido por uma grave doença como o Coronavírus, entrevistamos o doutor em Ciências, com área de Concentração em Fisiologia do Exercício, pela Universidade Federal de São Paulo, Gilmar Couto, que possui importantes ações executadas na cidade de Manaus, no que tange aos cuidados com a saúde e bem-estar físico do ser humano.

 

GLOMAM: Qual a importância de manter hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e atividade física regular para a manutenção da saúde? O senhor acha que houve uma mudança de pensamento da população em relação a isso, após a pandemia?

A manutenção desses hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e atividade física regular, é fundamental para os indivíduos. Haja vista nós estarmos falando em termos de melhoria da qualidade de vida do ser humano. Esses aspectos são importantes não apenas no momento da pandemia que nós estamos vivendo. Essa preocupação com o coronavírus, mas de uma maneira geral, todos os dias da nossa vida é fundamental que você tenha aí práticas saudáveis, relacionadas a uma alimentação equilibrada e a prática de atividades físicas regulares para a manutenção do teu corpo.

Eu faço parte de uma corrente que preconiza a prática de atividade física por, pelo menos, 30 minutos diários, se possível todos os dias da semana. A própria Organização Mundial de Saúde recomenda aí cerca de 150 minutos de exercícios físicos semanais, o que daria 30 minutos a cada cinco dias. Então, a proposta dessa nossa corrente é que você faça atividades físicas muito simples, como  caminhar, levar o cachorro pra passear, empurrar o carrinho no supermercado, em vez de subir os andares no elevador, você subir por escadas, ou descer por escadas. Se você usa ônibus, descer um ponto ou dois pontos antes, enfim a ideia com essa proposta é que você gaste energia, você faça com que seu dia tenha mais atividade. Você passa a ser de sedentário a pouco ativo e de pouco ativo a ativo. E complementando a questão dos bons hábitos alimentares você manter uma alimentação com todos os nutrientes equilibrando a constituição dessa alimentação, para que você possa viver melhor e muito mais feliz.

Há umas semanas, tive a oportunidade de entrevistar a nutricionista Eliana Ferreira e ela deixou uma frase que ficou muito marcada na minha cabeça que é em relação aos hábitos alimentares saudáveis, quando ela diz o seguinte: “Repare no quanto você descasca os alimentos e no quanto você desembala os alimentos.” O que ela quis dizer com isso, é que é muito mais saudável você consumir produtos naturais do que os produtos industrializados, visto que eles contêm muitos conservantes, então é muito importante você se alimentar de verduras, legumes, vegetais, carnes magras, enfim diminuir o máximo de produtos que possam lhe fazer mal à saúde.

Com relação à mudança de pensamento da população em relação aos hábitos saudáveis, como alimentação e atividade física, isso após a pandemia, hoje nós não podemos afirmar que isso é uma realidade. O que nós percebemos é que as pessoas estão procurando se cuidar um pouquinho mais, visto que, por estarem confinadas, muitas pessoas engordaram, muitas pessoas tiveram as emoções abaladas, muita gente ficou ansioso, muita gente ficou deprimido, há casos de suicídio, enfim, então, através da atividade física você consegue melhorar estes quadros, fazendo com que a pessoa seja mais saudável e muito mais preocupada consigo e com as pessoas que estão no entorno. Então, nós vamos perceber muito isso, essa mudança, ao longo dos próximos meses, porque nós ainda continuamos no meio da pandemia. Então muita gente percebeu, até por conta das informações que foram maximizadas, muitas lives que foram promovidas, mostrando que os hábitos alimentares, os hábitos de atividade física, eles são fundamentais para que a pessoa tenha melhoria da qualidade de vida.

GLOMAM: Como o senhor percebe a evolução da busca pela saúde e qualidade de vida na cidade de Manaus, nesses tempos de pandemia?

Esta questão corrobora com a resposta da primeira. Nós temos percebido que as pessoas elas estão caminhando mais, estão correndo mais, estão buscando mais alternativas para que possam melhorar a sua saúde. Nosso emocional foi muito abalado por conta da pandemia, por conta desse momento de confinamento. Você ter muitas restrições que ainda continuam existindo. Então realmente as pessoas estão procurando, primeiro sair de casa, o que, em alguns casos se torna até uma situação irresponsável. Tem muita gente que não deveria nem pensar nisso. As pessoas continuam não se protegendo adequadamente e tem gente que realmente tem cometido alguns pecados, com relação a isso aí. Então, as pessoas realmente têm procurado melhorar a saúde, a qualidade de vida, por conta desse tempo diferente, que nós nunca tínhamos vivido. Então, realmente é uma busca muito maior, nós temos percebido isso nas ruas, nos parques e nos locais públicos.

GLOMAM: Muitos alegam não ter tempo para praticar algum esporte ou manter uma alimentação saudável. O senhor tem alguma estratégia sobre como inserir esses hábitos na vida de uma pessoa adulta que trabalha fora e, muitas vezes, costuma não ter muito tempo?

Essa alegação é uma realidade. As pessoas acabam dizendo que não têm tempo, ou então justificam o fato de não fazer atividades físicas por falta de tempo, por causa da vida corrida. Quando eu vou a qualquer palestra falar sobre esse tema, sempre destaco que nós estamos falando de uma prescrição da própria Organização Mundial de Saúde de, pelo menos, 30 minutos diários. O dia tem 24 horas, se você não usa, pelo menos, 30 minutos, para cuidar de si realmente você tem um grande problema e uma outra vantagem bastante importante é que esses 30 minutos eles não precisam ser direto. Você pode fazer 10 minutos de manhã, 10 minutos de tarde, 10 minutos à noite, porque a atividade física ela é acumulativa, então facilita muito a vida das pessoas essa informação. Ela não tem necessidade de fazer isso aí de forma contínua, então, você pode dividir as tuas atividades ao longo do dia e o que é mais importante, né, a gente usa isso nessa nossa corrente, que você tem vários hábitos que podem ser saudáveis. Hoje os nossos celulares, os nossos equipamentos eletrônicos, eles têm aplicativos que controlam o nosso viver. Então existem vários aplicativos que controlam a caminhada, o teu tempo de atividade física, então você pode dividir isso aí ao longo do dia e você pode subir escadas, descer escadas, subir escadas, descer em um ponto antes, você pode fazer diversas atividades que serão acumuladas ao longo do dia. Além disso as pessoas falam também que não têm tempo de se alimentar adequadamente. Isso também é uma outra realidade, né, hoje nós temos a facilidade de você ligar para os restaurantes, para os lanches, pizzarias e isso chega muito mais fácil para você, porém quais os tipos de atividades que poderiam melhorar essa situação? Você preparar o seu alimento em casa e deslocar esse alimento com você para onde você for. Você vai comer melhor, você vai comer de forma mais saudável e vai gastar muito menos, por conta do alimento que vem de casa, sem ser o alimento preparado dentro dos restaurantes e lanchonetes. Então, a inserção dessas práticas ela é fundamental porque a pessoa tem que colocar na cabeça que ela tem que pensar em melhorar a sua saúde. É a sua saúde que está em jogo, é a nossa saúde que está em jogo. Você não pode simplesmente achar que isso não fará diferença. Então 30 minutos diários, se possível ao longo de toda a semana é melhor ainda. 150 minutos ao longo da semana, vai ser muito fácil de você bater essa meta e a alimentação saudável porque você tem que complementar a alimentação com alimentos saudáveis, muitas frutas, muitas verduras, muitos vegetais, que possam melhorar o seu metabolismo de uma maneira geral.

GLOMAM: Em relação ao enfrentamento de doenças, em que momento essa rotina de autocuidado tem relevância?

A gente sempre fala que automedicação é muito perigoso, né, da mesma forma que o autocuidado ele também pode ser perigoso. Você tem que ter o acompanhamento de profissionais, você tem que ter a verificação se você tem condições ou aptidão para fazer a prática de atividade física. Você não pode comer qualquer coisa, sem a orientação devida. Por isso que existem os profissionais. Então quanto à questão do enfrentamento de doenças, é fundamental em princípio que você tenha a orientação de pessoas que estudaram para isso. Os profissionais médicos, nutricionistas, os educadores físicos, enfim pessoas que vão colaborar com o teu bem estar, colaborar com essas informações, fazendo com que você esteja apto a realmente promover a tua saúde em função de hábitos que vão ser hábitos saudáveis e incorporados ao teu dia a dia.

GLOMAM: O senhor tem participado de diversas discussões relevantes sobre a importância de ser saudável e de manter uma qualidade de vida elevada. O senhor acha que a cultura da população vai mudar a partir dessa pandemia? Quais estratégias o senhor vê como relevantes a serem tomadas pela pessoa que quer iniciar novos hábitos?

Realmente nós temos participado de diversas discussões e discussões relevantes. Temos falado com profissionais como psicólogos, temos falado com nutricionistas, profissionais da educação física, médicos, enfim, temos discutido bastante a respeito disso e eu penso que sim. Haverá uma mudança de comportamento. Já está acontecendo uma mudança de comportamento na população em função deste momento que nunca pensávamos que iríamos passar. As pessoas vão começar a se preocupar e buscar melhorar ainda mais o seu dia a dia, o seu bem-viver. É fundamental que isso aconteça. As pessoas já estão se olhando de uma maneira diferente, até porque houve um abalo muito grande em todos nós e eu penso que as estratégias que nós poderíamos adotar como relevantes é, como eu sempre gosto de destacar, você nunca faz uma maratona sem o primeiro passo, é dar o primeiro passo, é começar a pensar em mudar de vida. É entender que a sua vida ela vale muito, então você precisa se preocupar consigo, buscando alternativas para que você possa viver melhor.

Se você é uma pessoa hipertensa, diabética, se você é uma pessoa obesa, você precisa estabelecer hábitos diferenciados no teu dia a dia para que você possa combater esses problemas. A gente destaca também que é muito ruim você ser dependente e você doente você passa a ser uma pessoa dependente. Dependente de alguém que possa te carregar para algum lugar, enfim então é importante você colocar na cabeça que viver é muito bom, mas viver bem, viver de forma saudável, é muito melhor.